Quem é feliz não conta, não espalha, não grita aos quatro cantos. Quem é feliz, satisfaze-se por ser. E sabe que felicidade anda coladinha na inveja. Quem é feliz não precisa provar nada, simplesmente é. As pessoas felizes demais nunca me passaram confiança. Essa coisa de que a vida é uma festa e não existe nada errado, não me brilha aos olhos. Feliz é quem conhece o lado ruim e o respeita. Feliz é quem já foi infeliz. Somente quem já foi infeliz pode entender que a tristeza traz um punhado muito bom de aprendizados. Felicidade não é sobre quem grita mais alto; É sobre quem sorri mais fundo.”
Clarissa Corrêa. (via conceituado)
Uma segunda-feira qualquer.
Um lugar qualquer.
Uma pessoa qualquer, com um propósito qualquer, andando pela calçada, solitária, se lembra de uma situação qualquer e se deixa sorrir por isso.
Ah, a beleza qualquer de um sorriso qualquer.”
Skinny Love

Houve o dia em que ouviu a música e chorou sem saber porquê

cantou as palavras com gosto ruim na boca, mas não sabia de quê

terminou a canção com o coração na mão e não o porquê.

Só sabia que tinha a emoção, e uma solidão,

que lhe espantavam a alegria e a motivação. 

O bom nunca é fácil, o fácil nunca é bom.”
Marina and the Diamonds
Enquanto as pessoas se apertam dentro do ônibus e fecham a cara, comprimindo a ansiedade e a fome, o mundo vai morrendo aos poucos. A lavadeira continua a chorar no canto do rio, no canto do quarto, no canto do céu, no canto. O mendigo está na rua suplicando às plantas um pouco menos de loucura e ao sol um pouco menos de culpa pela pobreza. O cobrador me olha como se pedisse socorro por causa do suor e dos filhos que o esqueceram na vida, como se ela o quisesse. Quem dera! Quem dera que as estrelas caíssem aqui no abismo para me fazer companhia, que me olhassem e resgatassem-me de toda angústia, que cantassem a felicidade certa. Quem dera o amor fosse mais sentido e menos gritado, como numa dor de parto, onde se grita e descansa. Quem dera o amor fosse uma cura ou um remédio ou um poema aos meus ouvidos. As pessoas estão tão abaladas que ecoam de seus rostos a incapacidade de viver. E o amor não nos chegou. Continuarei não entendendo o cobrador, o mendigo, o mundo…”
Igor Pires. (via delator)
Uma música.
Uma brisa.
Um perfume.
Um 04h04.
Uma frase.
Um filme.
E de repente um você.”
Escritos Sensibilizados

caosdoacaso:

O infinito coube bem em nós.

Há livros escritos para evitar espaços vazios na estante.”
Carlos Drummond de Andrade (via sufferian)
Inspiração

Faz tempo que não escrevo.

Meus dedos enferrujados e minha mente vaga não me criam esperança para textos.

Acho que estou apenas desanimada, 

ou mesmo cansada para escrever.

Mas termino esse verso sem bem me entender e sem bem satisfazer.

Eu não consigo entender minha fraqueza pelos seus meios sorrisos.”
Manu Gavassi